Retalhos

Na Sala Eclipse até 05/07/22


 

A mostra individual - "Retalhos" - foi gestada a partir do desejo de atribuir sentido e ressignificar fragmentos de gravuras que seriam, em princípio, descartados. Estes fragmentos começaram, então, a ter um protagonismo em vários trabalhos por intermédio da colagem associada a outras técnicas.

Posteriormente, papéis industrializados e reproduções de tecidos passaram a integrar composições diversas.

A ênfase sempre esteve no emprego da colagem e em reciclar os subprodutos de antigos processos criativos em uma nova linha de pesquisa.

A estrutura e os padrões que permeiam a maior parte das composições são as múltiplas inter-relações entre o quadrado e o retângulo sobre o plano bidimensional. Em destaque sobre translúcidos fundos de aquarela, observa-se uma série de trabalhos nos quais linhas ativas sugerem mandalas, "órbitas", motivos vegetais ou zoomorfos, paisagens urbanas e retalhos no varal.

A fundamentação emocional das obras nos remete às memórias fragmentadas dos diversos contextos geográficos e culturais por mim vivenciados. "Retalhos" visa alinhavar estes recortes da existência em uma narrativa visual coesa.

Por Bia Nogueira, 2021.