Antonia Lucia

Processo Criativo


Algumas coisas que acontecem na vida do Artista

01 - A inspiração do artista surge de um olhar ou de um pensamento. Olhar de dentro (inspiração) e olhar de fora (emoção) e o ele vai colocando na sua obra o que surge no momento. O artista vê diferente das pessoas que não têm o olhar artístico. Por exemplo: O que você vê quando encontra uma folha seca no chão? Para a maioria das pessoas será apenas mais uma folha seca caída no chão como todas as outras. Para o artista, ele vai ver a luz e a sombra, o jeito como ela caiu, suas dobras, nervuras cor e perspectiva. Ele vai pegar aquela folha, coloca-la na mesa e desenhá-la usando um lápis de grafite, ou de lápis de cor ou vai coloca-la numa linda pintura na tela. E foi assim que surgiu o quadro: “A seca do sertão”

02 - Outro exemplo foi o meu primeiro quadro de uma negra. Precisava fazer um quadro para uma exposição chamada Negritude. Estava em um salão para fazer as unhas e tinha uma moça negra varrendo o salão. Então eu perguntei se podia tirar uma foto para eu pintar. Ela prontamente aceitou e eu ainda falei: “Olha para o seu dedo e dá um sorriso, pois vou colocar uma borboleta.” E assim nasceu a obra “Beleza Negra”. Nunca mais a vi, quando eu voltei lá, ela havia saído para um emprego melhor e ninguém sabia onde. Já se passaram mais de 20 anos.

03 - Houve uma época em que eu precisava pintar alguma coisa que mostrasse a minha cidade Araruama. Quando fui tirar uma foto da orla da lagoa, duas moças estavam passando. Eu então pintei o quadro “Orla de Araruama” com o pôr do sol e nunca mais vi as duas moças, pintei só a silhueta delas.

04 - Junto com outros artistas eu gosto de sair algumas vezes para pintar ao ar livre. Aprendemos muito uns com os outros, e isso é muito bom. Além do que, no seu quadro, ficará a sua visão daquilo que estará pintando ou desenhando. Quando se copia o quadro de outra pessoa, as características de quem está pintando, ficam apagadas e aparece os traços do outro artista. Se você pinta direto da natureza ou de uma foto, você vai colocando a sua visão, as suas características, os seus traços, a sua identidade. E as muitas vezes que você criar as suas próprias imagens, sua obra ficará bem caracterizada pois a inspiração saiu de dentro de você e todos dirão: Essa obra é sua.